George Orwell contra o fascismo é leitura essencial no Brasil de 2018

O seu lançamento em 2017 não impede que O que é fascismo? e outros ensaios, de George Orwell, seja o livro essencial para o Brasil em 2018. Não só porque há candidatos se esforçando em responder, com o próprio exemplo, a pergunta-título, ou porque, como escreve Ricardo Lísias, já convivemos com nazistas e fascistas de fato. É principalmente porque o olhar implacável do autor de 1984 pode nos servir de referência moral e política num ano que fica cada vez mais turbulento.

Organizada por Sérgio Augusto, a coletânea de textos publicados na imprensa entre 1938 e 1948 deixa um tanto de lado a política institucional. Prefere se concentrar nas intersecções da vida política com o resto da vida social: história, artes e em especial literatura. Orwell detecta como as questões políticas vibram nesses outros campos, refletindo-se ou refratando-se neles.

O livro surpreende, no mínimo, pela atualidade de algumas passagens. Embora firmemente ancorados no contexto de então, os textos de Orwell demonstram que certas tendências estão sempre à espreita, esperando o momento certo de proliferar – o autoritarismo é contagioso, em qualquer canto do espectro ideológico. Mais do que tudo, o escritor tem um olhar preciso para detectar as fraquezas comuns, transversais, das várias correntes políticas:

“Estou dizendo que quase ninguém parece achar que um oponente merece ser ouvido com atenção, ou que a verdade objetiva importa tanto quanto você ser capaz de marcar ponto num debate. Quando olho para minha coleção de panfletos (…), a mim parece que quase todos têm a mesma atmosfera mental, embora os pontos de ênfase variem. Ninguém está em busca da verdade, todos estão apresentando um ‘caso’ com total desconsideração à imparcialidade ou à exatidão, e os fatos mais evidentemente óbvios podem ser ignorados por quem não os quer ver.” (p. 136)

O que fascina em Orwell, e que está cristalino em O que é fascismo?, é algo brilhantemente tratado por Christopher Hitchens em seu livro sobre o autor, A Vitória de Orwell: como ele conseguia escolher as causas que, da nossa perspectiva atual, eram as certas, e sempre de uma posição coerente e correta, tanto moral quanto política. Soldado intransigente da liberdade – até pegou em armas para isso –, Orwell também nunca esqueceu que ela, sem a fraternidade, é apenas meia batalha. Trocar uma por outra, defende o autor, nos leva a perder as duas.

Além disso, os fãs do escritor encontrarão trechos e ensaios nos quais vislumbramos esboços de passagens famosas, particularmente de 1984. Ao ler uma divagação orwelliana sobre um livro de Arthur Koestler (por que Rubashov, em O zero e o infinito, confessa crimes que não cometeu), é quase impossível não identificarmos a gênese do – ou uma confluência com o – clímax do romance sobre o Grande Irmão.

O momento editorial, aliás, é propício a revisitar o escritor. O que é fascismo? tem a companhia de outro texto, publicado na edição 27 da revista serrote, chamado “Esperando Camus”, de Matthew Lamb. A partir de um encontro que quase ocorreu entre Orwell e Albert Camus, Lamb compara as trajetórias dos dois autores, identificando procedimentos comuns, diferenças e, em especial, afinidades estéticas e políticas. Para quem conferir a revista, a dica é emendar a leitura com o texto antecedente, “Cinco lições de história para antifascistas”, de Mark Bray – alertas que Orwell, certamente, subscreveria.

Ler Orwell – principalmente seus ensaios – é como encontrar, em suas palavras e perspectiva, um diapasão político, ético e moral com que podemos nos orientar num mundo onde a fronteira entre verdade e mentira está cada vez menos nítida. Com ele distinguimos, em meio à gritaria de hoje, as vozes afinadas com as causas pelas quais sempre vale a pena lutar.

2 thoughts on “George Orwell contra o fascismo é leitura essencial no Brasil de 2018

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s